Joy (Alegria)

Quando escrevi pela primeira vez, ou devo dizer reescrevi “Joy (Alegria)”, não tinha ideia do efeito que essa música faria. Tenho recebido inúmeros emails, perguntas e comentários sobre esta canção. Várias com assunto do tipo: “Essa com certeza não é uma música alegre para mim!”. Mesmo para mim, vinham pessoas que me diziam não ter terminado de ouvir a canção, e a pulavam, pois ela parecia ser muito depressiva e confundiam em contraste com o resto do cd Hymns-I. Se, por ventura, você é alguém que não terminou de ouvir essa canção ainda, por favor, ouça até o fim. Seria como começar uma história e nunca terminá-la.

A primeira vez que toquei “Joy (Alegria)” foi na noite em que meu pai faleceu. Ele teve uma batalha curta e dolorosa contra o câncer. Meu pai não foi perfeito, mas ele fez o melhor que podia com o que tinha. Um ano antes de morrer, ele foi diagnosticado com demência. No dia em que ele me disse que tinha câncer, ele afirmou ser uma bênção. Para ele, o câncer era a melhor maneira de acabar com sua história de uma mente sem lembranças da sua família ou da sua vida.

pagecxvi_square

Então, assim, sentei-me ao piano, pois era o único lugar que me sentia segura naquela noite. O peso da perda batia no meu peito. Lembrei-me de meus olhos borrados por causa das lágrimas e literalmente comecei a tocar progressivamente a agora tão familiar “Joy (Alegria)”. Eu mantive o ciclo da música e então, como se já estivesse escrito, comecei a cantar uma melodia diferente para uma música que cantei na igreja quando era criança, “I’ve got the joy, joy, joy, joy down in my heart (Eu tenho a alegria, alegria, alegria, alegria no meu coração)”. A verdade é que eu estava terrível e profundamente triste. Eu nunca havia sido atingida tão completamente pela realidade da dor. Mas, então, tive uma profunda sensação de paz. Meu pai não tinha mais dor. Ele nao estava mais doente. Ele estava livre de todos os seus males e restaurado.

Embora eu ainda sinta falta dele, sei que Deus teceu redenção da morte na história do meu pai. Isso me traz grande alegria. Foi só a tristeza tornar-se parte da minha história que percebi que a alegria não é simplesmente uma expressão, mas uma atitude e reconhecimento da profunda paz de conhecer o Salvador.

Acredito que é importante quando uma comunidade quer consolar os cansados ao promover um momento para aqueles que estão de luto, sofrimento e experimentando a perda e digam: “Ei! Eu estou sofrendo! Estou com dor! “E tudo bem por dar-lhes espaço para descobrirem o que significa alegria no tempo certo.

Agora eu sei que você pode experimentar tristeza e alegria ao mesmo tempo… E se não, que a alegria possa realmente vir, se você permitir.

Eu tinha “Joy (alegria)” escrita sem o final, como está registrado no vídeo. E depois que eu tive algum tempo para lamentar, lembrei-me do hino “Sou Feliz”. O autor do hino perdeu vários membros de sua família de uma vez, quando escreveu essas palavras profundamente sábias. Pareceu-me apropriado terminar essa música com este hino em reconhecimento de que Deus nos traz paz. Ele nos traz alegria mesmo quando se parece e se sente ser impossível.

Ouça a versão completa abaixo:

Anúncios

Um comentário sobre “Joy (Alegria)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s