O Deus Ausente – Augustus Nicodemus

Texto: Salmo 88

abismoEsse salmo termina com as palavras “trevas”. É o único salmo de lamento que não termina com um final feliz. Os outros salmos de lamento costumam começar tristes, mas sempre há uma virada no final. O tom sempre muda do desespero para alegria e esperança. Neste salmo, por outro lado, existe uma dor constante no salmista. É como se Deus estivesse ausente ou mouco ao seu clamor. Uma das razões por qual este salmo foi incluído no Canon é para sabermos que, o que aconteceu com este homem de Deus vai acontecer conosco também. Há muitos irmãos e irmãs em Cristo que sofrem na vida, e muito. Filhos com problemas, doenças graves e incuráveis, dificuldades financeiras. Como Emã lidou com o sofrimento? Olhar para isso vai nos ajudar quando o sofrimento chegar.

Emã era um homem sábio e que causava respeito nos demais, mas isso não impediu que ele passasse por sofrimentos desde a mocidade. Isso era algo que o acompanhava quase toda a sua vida. Era algo que fazia com que ele sentisse que o fim dele estava próximo. Ele esperava morrer a qualquer momento. Ele fala do abandono dos amigos, da exclusão social. Ele diz que a única companhia que ele tinha era as trevas.

Ele diz que está sofrendo como quem tem dor nos ossos. Ele fala de seu sofrimento como algo que lhe dá a perspectiva de morrer em breve.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s