A Bíblia – C. H. Spurgeon

Pregado na Manhã de Domingo, 18 de Março de 1855

por C. H. Spurgeon

No Exeter Hall, Strand— Londres —Inglaterra

“Escrevi-lhe as grandezas da minha lei, porém essas são estimadas como coisa estranha” (Oséias 8:12)

Esta é a queixa de Deus contra Efraim. Não é uma prova insignificante de Sua bondade, que Ele se incline para repreender Suas criaturas errantes; é uma grandiosa evidência de Sua disposição cheia de graça, que incline Sua cabeça para observar os assuntos da terra […]

“Podemos dizer da BÍBLIA: “És o gabinete do conselho revelado de Deus! Onde venturas e angústias estão de tal maneira ordenadas que todo homem sabe o que lhe corresponderá. Exceto por seu próprio erro ou falsa aplicação. És o índice da eternidade. Não poderá deixar de receber a eterna felicidade.

Quem se guie por este mapa, Nem pode se equivocar quem fale por ele. É o livro de Deus. Quero dizer é o Deus dos livros, e peço que aquele que olhe, com ira para essa expressão, como muito ousada, abafe seus pensamentos em silêncio, até encontrar outra”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s