Temas para Leitura de Gênesis

I. O Senhor, sendo transcendente e imanente, tendo criado a terra para ser seu lugar de habitação, comissiona os seres humanos como sacerdotes e vice-reis ou representantes tanto para encherem a terra como para cuidar dela e governá-la. (1:1-2:25).

II. Abandonando seu sacerdócio e reais obrigações, o casal humano se rebela contra Deus e o trai agir sob a sugestão da serpente; a desobediência deliberada afeta radicalmente a natureza humana e a ordem harmoniosa da criação (3:1-24; 6:5-6).

III. Deus graciosamente anuncia que a descendência da mulher irá redimir a humanidade da tirania da serpente. Gênesis, em seguida, traça uma linha única familiar, destacando como seus membros desfrutam de uma relação especial com Deus e são uma fonte de bênção para um mundo que se encontra debaixo da maldição de Deus. (3:13; 4:25; 5:2; 6:8-9; 11:10-26; 12:1-3; 17:4-6; 22:16-18; 26:3-4; 24; 27:27-29; 28:14; 30:27-30; 39:5; 49:22-26)

IV. Como resultado da desobediência do homem, sua relação única com o solo degenerado, resultou em trabalho duro e até mesmo fome. Enquanto Gênesis ilustra graficamente o efeito de seu relacionamento quebrado, ele também retrata uma linha especial familiar trazendo alívio de tantas dificuldades. (3:17-19; 5:29; 9:20; 26:12-33; 41:1-57; 47:13-26; 50:19-21)

V. Ainda que a punição central da mulher esteja sobre a dor do parto (3:16), as mulheres desempenham um papel essencial em continuar a linhagem da família original, com a ajuda de Deus em até mesmo a esterilidade ser superada. (11:30; 21:1-7; 25:21; 29:31-30:24; 38:1-30)

VI. A corrupção da natureza humana faz com que famílias sejam destruídas como a afeição fraternal que é substituída por ressentimento e ódio (4:1-16; 13:5-8; 25:22-23; 29:34; 27:41-45; 37:2-35). Embora Gênesis destaque a realidade de conflitos familiares, os membros da linhagem da família têm o potencial de serem agentes de reconciliação. (13:8-11; 33:1-11; 45:1-28; 50:15-21)

VII. Considerando o exílio do Éden e dispersões por toda a terra são usadas ​​por Deus para punir os ímpios (3:22-24; 4:12-16; 11:9), a promessa da terra é sinal de favor divino (12:1-2, 7; 13:14-17; 15:7-21; 26:2-3; 28:13-14; 50:24).

VIII. Embora Deus esteja preparado para destruir quase toda a humanidade por causa de sua corrupção (6:7, 11-12; 18:17-33), ele ainda deseja que a terra deva ser preenchida por pessoas que são justos (1:28; 8:17; 9:1, 7; 15:1-5; 17:2; 22:17; 26:4; 28:3; 35:11; 48:4).

Fonte: ESV – Study Bible

Anúncios